Devido a quarentena, os restaurantes que antes não trabalhavam com delivery foram obrigados a se adaptar ao cenário e implementar um processo de entrega.

“Antes era antes e não vai voltar mais. Talvez o futuro seja tão legal quanto a gente imaginava”, foi a frase dita por Diogo Carvalho no blog Gaúchaz.

A frase expressa muito bem como está sendo e como será daqui para frente.

De fato, as coisas não vão voltar a ser o que eram antes, e talvez, depois que tudo isso passar, a gente conheça um “novo normal”, talvez até melhor que antes.

Delivery

Primeiramente, o delivery se mostrou extremamente essencial. Muitos estabelecimentos que antes não usavam o delivery, tiveram que aderi-lo para sobreviver.

E provavelmente, verão novas oportunidades nesse segmento mesmo depois da crise.

Até mesmo drinks sendo engarrafados e entregues.

Enfim, vimos qual a importância do delivery e quais portas ele abre para os gestores de restaurantes.

Pessoa de bicicleta realizando um delivery

Redes sociais

Vimos também como as redes sociais são importantes, e como elas possibilitam o contato com o cliente mesmo à distância.

Alguns gestores deixavam suas redes sociais paradas com receio ou por ter dificuldades em mexer.

Mas e agora que não podemos conversar pessoalmente com nossos clientes? Não tem como fugir disso se você quer ter um restaurante de sucesso!

Muitos gestores também descobriram o poder de suas listas de clientes, no whatsapp por exemplo. Tenho certeza que muitos estabelecimento só estão funcionando ainda por conta dela.

Um novo começo

Depois que tudo isso passar, de fato, muitos coisas serão diferentes de como eram antes.

“Quando as pessoas voltarem a frequentar espaços públicos, depois do fim das restrições, as empresas devem investir em estratégias para engajar os consumidores de modo profundo, criando locais que tragam a eles a sensação de estar em casa”.

Essa frase foi retirada do relatório da WGSN, e ela se aplica aos donos de restaurantes que terão que reformular os espaços dentro do estabelecimento, gerando conforto e segurança.

Até porque, acredito que o medo e anseio pela higiene continuará, então esses cuidados nunca deverão ser deixados de lado.

Ambiente aconchegante do starbucks, mas no momento só está trabalhando com delivery

Quando a crise vai acabar?

Alguns dizem 5 anos, outros 2 e outros dizem que ainda esse ano tudo voltará ao normal.

A verdade é que não tem como ter uma resposta exata para essa pergunta.

Mas o fato é que uma hora ou outra isso vai passar e até lá, cabe à nós lutarmos por nossos negócios.

Pesquise, estude, aprenda e não desista.

Nós do Zumer estaremos sempre com você! Por isso disponibilizamos diversos materiais gratuitos e de qualidade para você acompanhar durante a crise.

Fazemos isso tanto pelo blog (que você está lendo), quanto pelo instagram, também temos um guia e você também pode baixar gratuitamente clicando aqui.

Enfim, há uma variedade de conteúdos disponíveis gratuitamente para te ajudar a melhorar sua operação.

Nosso objetivo é manter seu restaurante lucrando!

Conclusão

Bom, assim como vimos no começo do artigo, muitas coisas que viraram essenciais durante a crise, também serão tendências para o cenário pós-crise…

Como por exemplo, o uso do delivery com uma frequência maior, hábitos excessivos de limpeza. sem falar também da reorganização do espaço:

Mais aberto, com pouca aglomeração (por conta do medo que irá ficar nas pessoas por um tempo) e também causar a sensação de estar em casa.

Não sabemos quando isso vai passar, mas sabemos o que temos que fazer para superar isso: aprender com os erros do passado e nos focarmos no futuro, e para isso é necessário estar sempre atualizado.

Por isso, nós do Zumer, disponibilizamos materiais gratuitos para te ajudar tanto pelo blog, quanto pelo instagram, e também pelo nosso guia gratuito.

Não deixe de acessá-los!

Comente aqui também quais são suas sugestões de conteúdos

Como podemos te ajudar?